Segunda a Sexta-feira, das 8h às 19h | Sábado: consulte horários

11 94550-9674

Pilates e o Trabalho de Parto

Pilates e o Trabalho de Parto

Já conversamos sobre os benefícios do Pilates para o corpo gestante em um post anterior.
Mas como é muito comum perguntarem se além dos benefícios durante a gestação, também existem benefícios durante o trabalho de parto, decidi por esse novo post.

A resposta é SIM! O Pilates adaptado para o período gestacional ajuda e muito durante o trabalho de parto.
São três pontos principais que precisamos citar para poder entender esses benefícios:

• Consciência corporal
• Consciência perineal
• Respiração

É através dessa consciência corporal, consciência perineal e da respiração conseguimos bloquear a tríade medo → tensão muscular → dor, que ocorre em cerca de 90% das gestantes.
medo_tensão_dor

 

 

 

 

 

 

 

O trabalho de consciência corporal e perineal é muito presente durante as aulas de Pilates. Ao mover o corpo e a pelve de maneira consciência a gestante consegue aumentar a percepção de relaxamento de todo corpo, inclusive do assoalho pélvico. É importante destacar que não adianta apenas um assoalho pélvico forte. Além de forte ele também precisa ter sua capacidade de estiramento e relaxamento preservada.

Durante as aulas de Pilates alguns exercícios são voltados exatamente para esse objetivo.

Dessa forma, ao saber relaxar e contrair a musculatura do assoalho pélvico de forma correta e consciente a gestante tem um papel realmente ativo durante a fase expulsiva trabalho de parto. A força correta e o momento de relaxamento são importantes para fazer com que a fase de trabalho de parto ativa seja mais rápida, e consequentemente diminuir o período de dor.

Outro fator importante é a respiração.

A gestante e o bebê necessitam de uma boa oxigenação e durante o trabalho de parto agrava-se o conflito entre respiração desordenada e consumo de oxigênio.

Ao respirar plenamente permitimos que o sangue rico em oxigênio recarregue os músculos que estão trabalhando, e quando expiramos profundamente nosso corpo libera resíduos e substancias químicas prejudiciais de nosso sangue.

A prática da respiração adequada ajuda a evitar tensões e permite uma concentração na manutenção dos movimentos corretos durante os exercícios e também durante o trabalho de parto.

O exercício respiratório é um excelente recurso para diminuição da tensão no que envolve a síndrome medo-tensão-dor.

logo-horizotal-rgb

 

 

 

Fonte:
– ENDACOTT, J. Pilates para grávidas. Ed Manole. 2007.
– BARACHO, E. Fisioterapia aplicada à Obstetrícia – aspésctos de Ginecologia e Neonatologia, 4. ed. Belo Horizonte, MG: Medsi, Guanabara-Koogan, 2007

No Comments

Post a Comment