Segunda a Sexta-feira, das 8h às 19h | Sábado: consulte horários

11 94550-9674

Alterações na gestação

Você sabe o que é diástase abdominal?

  Como sabemos o corpo sobre diversas alterações durante a gestação. Com o crescimento do bebê o útero se expande e consequentemente os músculos do abdome se alongam. Dessa forma ocorre o estiramento dessa musculatura para que haja mais espaço para o útero continuar se expandindo. É uma separação da linha média (linha alba) dos músculos retos da parede abdominal. Esse afastamento dos músculos do abdome é chamada de Diástase abdominal ou Diástase dos músculos reto abdominais.  Outro fator que contribui para esse afastamento da musculatura é a alteração hormonal. São três hormônios os principais nesse caso: a relaxina, a progesterona e o estrógeno. A separação dos feixes do músculo podem ocorrer infra umbilical, umbilical e supra umbilical. Consideramos que essa separação é normal até ± 3cm. Nesse caso geralmente...

Gestantes podem fazer exercícios de barriga para cima?

Para responder essa pergunta precisamos explicar um pouco sobre a anatomia do corpo feminino. Logo atrás do útero está localizada a veia cava inferior.  Essa importante veia é responsável por levar o sangue da pelve e membros inferiores de volta para o coração. Com o decorrer da gestação e consequentemente aumento do peso do bebê, ao deitar de barriga para cima o útero acaba pressionando essa veia importante, e então diminui o fluxo sanguíneo e retorno venoso.  É igual pisar em uma mangueira de água. Alguns dos sintomas quando esse fluxo sanguíneo diminui são: Mal estar Tontura Náusea Falta de ar Desmaio (em casos muito extremos) Para todos esses sintomas é dado o nome de Síndrome da Hipotensão Supina. Para reverter essa situação a gestante deve deitar de lado. Dessa...

Contrações de Braxton-Hicks – o que são?

O corpo humano é tão sábio que até contrações de treinamento acontecem para preparar o corpo para o trabalho de parto. Essas contrações, frequentemente chamadas de contrações de treinamento ou contrações falsas são na verdade as Contrações de Braxton-Hicks. O nome foi dado em homenagem a um médico inglês chamado John Braxton Hicks, que foi o primeiro a descreve-lás em 1872. As contrações de Braxton-Hicks começam a acontecer no segundo treimestre de gestação, mas algumas vezes só são sentidas após a 30ª semana. O útero faz uma contração leve, deixando a barriga dura por cerca de 30 a 60 segundos. Essas contrações são no geral leves, irregulares e geralmente indolores. Esse tipo de contração muitas vezes é responsável pelo falso trabalho de parto. Mas como saber ao certo? Contrações de treinamento Acontecem só...

Dicas para evitar o inchaço na gestação

No post anterior explicamos porque o edema acontece durante a gestação! Apesar de ser causado por alterações hormonais e físicas do corpo gestante, existem algumas maneiras de evitar esse sintoma. Olhem só essas dicas: Pratique atividade física Ao praticar atividade física realizamos contrações musculares que ajudam a realizar o retorno venoso, principalmente quando realizamos exercícios de panturrilha. Use meias de compressão Sabemos que não é lá muito confortável, mas uma coisa é fato - ajuda muuuito! Existem modelos de média e baixa compressão, e devem ser usar sempre com orientação do seu obstetra. Evite ficar muito tempo em pé A ação da gravidade intensifica o aparecimento de edemas, principalmente ao final do dia. Caso tenha que ficar muito tempo em pé tente realizar alguns exercícios de panturrilha - aqueles de...

Posicionamento para dormir na gestação

Costumo dizer que a evolução da gestação é inversamente proporcional a qualidade do sono. No início a grande maioria das gestantes sentem um sono intenso, dormem como uma pedra e em qualquer posição. Com o decorrer dos meses, esse sono forte diminui um pouco, mas o problema passa a ser a posição. Parece que nenhuma posição é confortável, ainda por cima a azia piora ao deitar, além das inúmeras vezes que é preciso acordar para ir ao banheiro. Existe sim um posicionamento ideal, mas costumo dizer que para algumas pessoas, a melhor posição é aquela que você se sentir bem, já que a prática nem sempre segue a teoria. O posicionamento na hora de dormir é extremamente importante para diminuir possíveis dores na coluna ou na pelve, além de te...

Ganho de peso na gestação

  Essa preocupação é muito comum durante a gestação. Quantos quilos posso engordar? É importante a gestante estar atenta à alimentação para que esse ganho não seja excessivo. Existe uma associação entre as fases da gestação e a curva de ganho de peso materno. A maior parte do peso materno deve-se a depósito de gordura materna até a 27ª semana. Após esse período, deve-se ao ganho de peso fetal, ocorrendo nessa fase consumo ou estabilização dos depósitos de gordura maternos. Estudos mostram que tanto a falta quanto o excesso de ganho de peso na gestação são indicadores de doenças relacionadas e pior desenvolvimento mental durante a infância. O ganho de peso durante a gestação está também associado ao risco aumentado de futura obesidade. Não podemos esquecer que esse aumento de...

Equilíbrio na gestação x Hormônio Relaxina

Podemos dizer que é relativamente comum a gestante torcer o pé, isso porque seu equilíbrio está alterado. Sabe por quê? Durante a gestação acontecem milhares de mudanças hormonais,  um desses hormônios  é a Relaxina. A relaxina, produzida pela placenta, é responsável por proporcionar maior mobilidade dos ligamentos, além de atuar a capacidade do útero distender-se para acomodar o bebê. Quando pensamos na ação da relaxina nas articulações da pelve são observados vários benefícios, já que este ajuda a preparar o corpo para o parto, afastando os ossos da pelve e permitindo um aumento do canal de parto. Porém precisamos tomar alguns cuidados com a ação desse hormônio nas outras articulações, que por ficarem mais instáveis podem ter maior risco de lesão. Esses cuidados precisam ser levados em conta tanto no...

Assoalho pélvico – o berço do bebê!

Já foi apresentada ao assoalho pélvico? O assoalho pélvico é um conjunto de partes moles que fecham a pelve, sendo formado por músculos, ligamentos e fáscias. Suas funções são de sustentar e suspender os órgãos pélvicos e abdominais, mantendo as continências urinária e fecal. Os músculos do assoalho pélvico também participam da função sexual e distendem-se em sua porção máxima na passagem feto durante o período expulsivo do parto. Na mulher a região dos músculos do assoalho pélvico é perfurada por três orifícios: uretra, vagina e ânus. [gallery link="file" ids="4768,4769,4770"] Sendo a região mais baixa do tronco, esse grupo muscular fixa-se sobre uma estrutura óssea que garante em parte sua estabilidade: a pelve. Essa estrutura envolve quase totalmente os órgãos e os músculos do assoalho pélvico. Na gestação essa região...