Segunda a Sexta-feira, das 8h às 19h | Sábado: consulte horários

11 94550-9674

Posicionamento para dormir na gestação

Posicionamento para dormir na gestação

Costumo dizer que a evolução da gestação é inversamente proporcional a qualidade do sono.

No início a grande maioria das gestantes sentem um sono intenso, dormem como uma pedra e em qualquer posição.

Com o decorrer dos meses, esse sono forte diminui um pouco, mas o problema passa a ser a posição. Parece que nenhuma posição é confortável, ainda por cima a azia piora ao deitar, além das inúmeras vezes que é preciso acordar para ir ao banheiro.

Existe sim um posicionamento ideal, mas costumo dizer que para algumas pessoas, a melhor posição é aquela que você se sentir bem, já que a prática nem sempre segue a teoria.

O posicionamento na hora de dormir é extremamente importante para diminuir possíveis dores na coluna ou na pelve, além de te deixar muito mais disposta para suas atividades durante o dia.

Com o passar das primeiras semanas a primeira posição que começa a ficar desconfortável é a de decúbito ventral (barriga pra baixo). Com o aumento do volume abdominal o corpo passa a naturalmente mudar de posição. É importante começar a se habituar já que dormir nessa posição se torna impraticável.

Ainda restam duas opções: de lado e de barriga para cima.

Lembram do post sobre exercícios de barriga para cima?
Apenas para relembrar, com o passar dos meses e com o aumento do volume uterino a posição de decúbito dorsal (barriga para cima) para a ser contra-indicada devido à hipotensão supina. Nessa posição acontece uma pressão na veia cava, diminuindo o aporte sanguíneo rico em oxigênio tanto para a mãe quanto para o bebê. Além disso, deitar de barriga para cima pode aumentar a sensação de azia no terceiro trimestre, já que devido a ação da progesterona a digestão fica mais lenta e a válvula entre o esôfago e o estômago está mais relaxada.

Uma ótima alternativa caso você consiga dormir apenas nessa posição é utilizar uma cunha. É uma espécie de espuma em formato de triângulo, que serve para elevar um pouco o tronco. Dessa forma conseguimos amenizar o desconforto causado pelo azia, além de também haver uma descompressão da veia cava.

Mas a melhor posição mesmo é a de decúbito lateral, e de preferência esquerdo.
Por que? Nessa posição, com a ajuda de alguns travesseiros, a coluna fica alinhada, a veia cava livre e existe uma menor chance de azia devido ao posicionamento do estômago como vimos na foto acima.

Existem duas opções de travesseiros.
O travesseiro que mais indico para as gestantes é o que chamo de “agarradinho”. É um travesseiro de mais ou menos 1,5m. Os que estão na foto são como um rolo, mas existem alguns modelos como um travesseiro grande, que também são ótimos. Ele deve ser posicionado entre os joelhos, embaixo da barriga e o restante aproveite para abraçar também. Ao posicionar dessa forma restringimos os movimentos de rotação da coluna, que costumam gerar muitos desconfortos no dia a dia.

Uma boa noite de sono é muito importante. Reestabelece o bem estar físico e mental, consolida a memória, ajuda no sistema imunológico e dá condições para enfrentar o dia-a-dia.

Para melhorar a qualidade do sono, lá vão algumas dicas:
• Faça a última refeição até às 20h.
• Prefira pratos leves e de fácil digestão. Tenha uma dieta fracionada, coma pouco, a cada 3 horas.
• Reduza a luz ambiente. Isso ajuda o cérebro a secretar a melatonina, o hormônio do sono.
• Faça atividades agradáveis, como ouvir música ou ler, mas fora do quarto de dormir.
• Se possível, tire um cochilo, mesmo que curto, durante o dia (20 minutos já ajudam bastante).

 

 

logo-horizotal-rgb

 

 

 

 

 

 

 

Imagem: Pinterest
As imagens do blog vêm de diversas fontes e nem sempre é possível identificar o autor. Se você desejar ter o crédito ou a remoção dessa imagem, favor enviar um email para contato@umanapilates.com.br e faremos os ajustes necessários. Some pictures on this blog come from multiple sources. If one of your images is on the site and you want it removed please write to contato@umanapilates.com.br

 

No Comments

Post a Comment