Segunda a Sexta-feira, das 8h às 19h | Sábado: consulte horários

11 94550-9674

Abdominal na Gestação

Abdominal na Gestação

Sim, esse é um tema bem polêmico.

Antes de mais nada é importante dizer que essa é a opinião da Umana, e não uma verdade absoluta. Nosso princípio é nos basear sempre na fisiologia e biomecânica do corpo gestante.

Posso fazer abdominal durante a gestação?

Nossa resposta é – Não.

Acreditamos que nessa fase os abdominais podem prejudicar. Mas estamos falando do abdominal clássico. Aquele que deitamos de barriga para cima, entrelaçamos as mãos na nuca ou no peito, e realizamos uma flexão do tronco.

Por que não realizar abdominal na gestação?

Vamos resgatar a fisiologia do corpo gestante.

Durante o período gestacional o corpo passa por diversas alterações. Uma delas é o afastamento do músculo reto abdominal (diástase abdominal). Esse afastamento é fisiológico, ou seja – normal,  quando acontece até 2 ou 3 cm. Pode acontecer de esse afastamento ser maior que 3cm, ocasionando perda de força e alavanca do abdome e causando prejuízo para a postura e em toda dinâmica de estabilização da coluna. Além de possível hérnia umbilical.

Com o aumento do volume uterino também acontece uma sobrecarga na musculatura do assoalho pélvico, que passa a sustentar mais peso comparado ao corpo não gestante.

Quando realizamos o abdominal clássico aumentamos a pressão intra-abdominal. Como consequência é natural que o abdome estufe para cima e para fora durante a força. Isso acontece porque a pressão criada dentro abdome precisa se dissipar.

imagem1

Além de abaular o abdome também acaba empurrando o assoalho pélvico para fora.

Se resgatarmos a fisiologia do corpo gestante, não queremos uma diástase maior que 3 cm, e o assoalho pélvico já está naturalmente sobrecarregado. Queremos mais sobrecarga?!

Por esse motivo acreditamos que é possível realizar a contração abdominal de outra forma. Através da estabilização dinâmica.

Através do Pilates conseguimos trabalhar a musculatura abdominal sem fazer flexão de coluna.

Ao realizar qualquer exercícios de membros superiores ou inferiores com estabilização de cintura escapular e cintura pélvica, o músculo transverso do abdome contrai milésimos de segundos antes para ajudar a estabilizar o tronco. Portanto, através de exercícios controlados de membros superiores ou membros inferiores, como é o caso do Pilates, é possível ativar o abdome.

Conclusão. O abdominal clássico não é indicado, mas ao mesmo tempo não precisamos deixar de ativar o abdome.

Se existem outras formas de ativar sem causar prejuízo e sobrecarga…é mais interessante certo?

logo-horizotal-rgb

Imagem: Pinterest
As imagens do blog vêm de diversas fontes e nem sempre é possível identificar o autor. Se você desejar ter o crédito ou a remoção dessa imagem, favor enviar um email para contato@umanapilates.com.br e faremos os ajustes necessários. Some pictures on this blog come from multiple sources. If one of your images is on the site and you want it removed please write to contato@umanapilates.com.br

No Comments

Post a Comment